Home » Destaques » Brasília é eleita sede da XXIV Conferência Nacional da Advocacia

Brasília é eleita sede da XXIV Conferência Nacional da Advocacia

Brasília foi eleita a sede da XXIV Conferência Nacional da Advocacia, o maior evento do mundo no campo do Direito. O anúncio foi feito nesta segunda-feira (10.06), em reunião plenária do Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil. A Conferência, que ocorrerá no segundo semestre de 2020, tem como anfitriões a OAB/DF e a CAADF e é referência não apenas para a advocacia, mas também para a sociedade civil e as instituições políticas do país.

“Agradeço os votos recebidos para que Brasília e a OAB/DF, em seus 60 anos, recebam o maior evento mundial da advocacia. Vamos fazer, sem sombra de dúvidas, uma grande Conferência”, declarou o presidente da Caixa de Assistência dos Advogados do DF, Eduardo Uchôa Athayde.

Na Conferência, são debatidos temas vitais ao interesse público, com o propósito de buscar rumos objetivos para a superação dos desafios e reafirmar o espaço reservado à advocacia: a luta para a construção de um país mais justo para todos. “A 24ª edição será sediada no Distrito Federal. Fomos escolhidos pelo Conselho Federal e pela primeira vez a Conferência vem para a capital, em um ano em que Brasília e a OAB/DF completam 60 anos. Então, toda a advocacia de Brasília está convidada a participar do evento e da organização”, declarou Délio Lins e Silva Jr., presidente da OAB/DF.

Reunião plenária do Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil elegeu Brasília como sede da XXIV Conferência Nacional da Advocacia.

“Parabenizo a CAADF, que terá junto com a OAB/DF, a importante tarefa de organizar a próxima Conferência Nacional da Advocacia, o maior evento mundial da advocacia. Este é um momento onde a Ordem, com qualidade, com debate, trazendo pensadores de todo o país e do exterior, deixa a sua contribuição para o país. Estamos muito animados com a próxima Conferência, que será realizada nos 60 anos da OAB/DF e de Brasília. Tenho certeza de que os colegas da capital do país farão um grande evento”, declarou o presidente do Conselho Federal da OAB, Felipe Santa Cruz.

Pedro Alfonsin, Coordenador Nacional das Caixas de Assistência do Brasil, declarou que as instituições de todo o país estarão presentes em Brasília no ano de 2020 para congratular com a advocacia nacional. “Comemoro a indicação do DF para a sede da Conferência. Para as Caixas de Assistência é um prazer enorme poder compartilhar com a organização desse evento”, completou.

Brasília: capital da advocacia

Brasília celebra 60 anos em 2020 e foi a maior cidade, no mundo, construída no século XX. Apontada como ícone da modernidade, é considerada Patrimônio Cultural da Humanidade pela UNESCO desde 1987 e possui a maior área tombada do mundo, com 112,5 quilômetros quadrados. Em 2017, ganhou outro título da UNESCO: o de Cidade Criativa do Design. Uma cidade jovem que atrai turistas do mundo inteiro por suas belezas arquitetônicas e naturais.

O singular e inovador traçado arquitetônico e edifícios monumentais, faz da cidade um marco cívico, político, cultural e um museu a céu aberto. Localizada no centro do país e construída em menos de mil dias, a cidade foi projetada pelo arquiteto Lúcio Costa. Quem anda pelas ruas de Brasília se depara com monumentos do arquiteto Oscar Niemeyer, com jardins de Burle Marx, com azulejos de Athos Bulcão, com vitrais de Marianne Peretti. O território plano e poucas construções verticais altas fazem com que a cidade toda seja emoldurada pelo céu considerado um dos mais bonitos do Brasil.

Com uma diversificada rede hoteleira que oferece quase 40 mil leitos, Brasília tem variedade de opções de lazer, gastronomia, compras, atividades culturais, exposições, parques, vida noturna e criatividade. O aeroporto Juscelino Kubitschek é o 3º maior do Brasil em movimentação internacional de passageiros e o maior hub doméstico do país.

O prêmio Travellers’ Choice 2018, organizado pelo Trip Advisor, concedeu à cidade a segunda colocação na categoria “destinos em alta” na América do Sul. Brasília é o 3º polo gastronômico do país e foi a primeira colocada em uma pesquisa realizada pelo Ministério do Turismo do Brasil sobre a aprovação dos turistas estrangeiros. Os restaurantes da capital federal tiveram 97,7% de aprovação.

Dona de um dos maiores parques urbanos do mundo e o maior da América Latina, o Distrito Federal do Brasil também tem um forte turismo ecológico. Conta com o Parque Nacional da Água Mineral há poucos quilômetros do Centro e oferece variedade de cachoeiras, trilhas, esportes náuticos e de aventura em diversos lugares da cidade. Além disso, a cidade é ponto de partida para cidades turísticas como o Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros, Pirenópolis e Caldas Novas, em Goiás.

Estão sendo criadas novas rotas turísticas para oferecer aos turistas experiências únicas. Entre elas, uma para apreciar os azulejos de Athos Bulcão, espalhados pelos monumentos, ruas e quadras residenciais da cidade. Outras rotas de forte impacto serão as de Arquitetura, que faz com que os visitantes compreendam a importância das obras e a genialidade dos arquitetos e artistas que fizeram parte da equipe de Lúcio Costa e de Oscar Niemeyer; a de Turismo Místico e Religioso, e a Rota UNESCO Patrimônio da Humanidade e Cidade Criativa do Design, que comprova o porquê de uma cidade tão nova ser merecedora de duas respeitáveis chancelas da UNESCO.

Brasília em Números

– Brasília é o 7º destino procurado por estrangeiros de acordo com estudo da Demanda Turística Internacional do Ministério do Turismo;

– É a 3ª cidade do país que mais recebe eventos de grande porte;

– 93,5% dos turistas dizem que a experiência foi ótima ou boa;

– 87% elogiam o acolhimento dos brasilienses;

– 90% dos turistas recomendam a cidade;

– Tem o maior Produto Interno Bruto (PIB) do País, por indivíduo. Em 2016, atingiu R$ 79.099,77 no PIB per capita. O valor é 2,6 vezes maior do que o nacional, de R$ 30.411; e

– Voos internacionais diretos de Lisboa, Miami, Buenos Aires, Orlando, Panamá.

Rede hoteleira

– 279 estabelecimentos de hospedagem;

– 17 998 unidades habitacionais;

– 39.424 leitos cadastrados pelo Ministério do Turismo do Brasil;

– Maior média nacional de unidades habitacionais por estabelecimento: 65;

– Maior média nacional de leitos por estabelecimento: 141; e

– 65% dos estabelecimentos são hotéis, 10% pousadas, 15% motéis e 10% outros.

(Fonte: Censo da Hotelaria Ministério do Turismo)

Aeroporto

– 3º maior do país (em movimentação internacional de passageiros);

– Terminal com a maior capacidade de pista do Brasil;
– Terminal com a melhor Sala VIP da América Latina – segundo ranking da Priority Pass;
– Único da América do Sul a operar pistas paralelas simultâneas independentes;

– Capacidade de passageiros/ano prevista pode chegar até 41 milhões;

– 466 mil passageiros internacionais, em 2017; e
– 17 milhões de passageiros no total, em 2017.

Rodoviária Interestadual

– 4,6 mil passageiros por dia;

– 104 cidades atendidas;

– 260 partidas e chegadas por dia; e

– Mais de 100 linhas de ônibus.

(Fonte: Observatório do Turismo DF)

 

Assessoria de Comunicação | CAADF

Com informações da Secretaria de Turismo do Distrito Federal