Home » Notícias » OLIMPÍADA DO ADVOGADO: Nem a chuva atrapalhou a terceira edição do evento

OLIMPÍADA DO ADVOGADO: Nem a chuva atrapalhou a terceira edição do evento

Atletas/advogados disputaram várias modalidades no fim de semana

De sexta (09) a domingo (11), a terceira Olimpíada de Advocacia da Caixa de Advogados do Distrito Federal foi realizada no Clube da ASBAC – Associação dos Servidores do Banco Central.

O evento contou com a participação de diversos competidores. Até campeões nacionais disputaram nas mais variadas modalidades como tênis, vôlei, beach tênis, futebol, basquete, futevôlei, jiu-jitsu, natação, tiro ao alvo e sinuca. Todas as modalidades tiveram inscrições de competidores masculino e feminino.

Apesar da chuva na primeira noite, os jogadores não desanimaram. Na categoria futebol masculino, o primeiro lugar ficou com o time “João Paulo”. Um dos jogadores é o advogado trabalhista civil Joiberth Douglas. Ele contou que iniciou a vida esportiva muito cedo e praticou muitos esportes como vôlei basquete, artes marciais e futebol. “Minha vida no esporte já dura dez anos, eu sempre pratiquei de forma recreativa, atualmente, prático de forma mais profissional”, conta.

O segundo lugar do futebol masculino ficou com o time “Jaime”. E o jogador e conselheiro da OAB, Wendel de Farias, falou sobre o evento. “Nosso time jogou muito bem. O que vale aqui é a confraternização, a amizade entre os amigos, com o incentivo da Caixa de Assistência dos Advogados do Distrito Federal”, declara.

No futebol feminino, o time vencedor foi comandado pela advogada Dayana Dantas e ganhou de W.O (quando o time adversário não comparece ao jogo). Por esse motivo, o time “Anna Dantas” ficou com a segunda colocação.

Na categoria basquete feminino, o primeiro lugar ficou com a equipe “Sofia” e o segundo com o time “Bárbara”.

Já na categoria masculina, a primeira colocação ficou com o time “Branco” e o segundo com o time “Azul”. O advogado e ex-atleta profissional Diogo Barbosa Silveira falou sobre a emoção de estar de volta em quadra para um evento como esse. “Eu comecei a jogar basquete com doze anos de idade, parei com 28 anos para priorizar os estudos, mas basquete faz parte da minha vida e não pretendo largar nunca”, destaca.

Na categoria futevôlei, a dupla Erick Cardoso Alves e Felipe Freire ficou com o primeiro lugar. O segundo com a dupla “Paulo e Thiago”. O advogado Felipe Freire falou o que achou das olimpíadas. “Muito bacana a iniciativa da CAA e da OAB. Eu participo normalmente da sinuca e do futevôlei e é importante esse momento fora do escritório porque a atividade é maçante e precisa ter um momento de descontração”, relata.

No vôlei masculino a dupla vencedora foi “Igor e Apolo”. O segundo lugar ficou com a dupla “Alisson e Alex”. Segundo o advogado civil e trabalhista Alison Silva Souto, eles jogam há dois anos. “Apesar da qualidade dos oponentes, estavam confiantes, pois foram campeões da seletiva do ano passado” disse.

No vôlei feminino, as advogadas Priscila Oliveira e Clara Castro conquistaram a primeira colocação. Enquanto a dupla Juliana Dato e Elisa da Paz ficou em segundo lugar. A advogada Clara Castro conta que apesar da chuva, acredita que eventos como este possibilitam a confraternização entre os amigos. Ela também contou sobre seu início no esporte. “Eu pratico esporte desde criança. Jogo tênis, basquete e vôlei. Sempre adorei”, explica.

 No jiu-jitsu os atletas Marcos e Lucas ficaram no primeiro lugar e Vinícius em segundo lugar.

No feminino, Raíssa e Anne Borges foram as primeiras colocadas. A advogada Anne Borges falou que apesar de estar de licença maternidade e com uma bebê de apenas quatro meses em casa, fez questão de comparecer para prestigiar o evento. “Esse evento é um serviço duplo, ajuda na prática dos esportes e da advocacia. Eu estou em licença maternidade, minha filha estar com quatro meses, mas isso não foi desculpa para não lutar”, argumenta”.

O professor do jiu-jitsu, Aristóteles Miranda de Carvalho, servidor do Tribunal de Justiça e faixa preta em jiu-jitsu, falou que há trinta anos, ele treina. Ele já foi campeão mundial de jiu-jitsu em 2005, vice-campeão internacional, campeão centro oeste de box e tricampeão brasiliense de box. Ele falou com emoção sobre seu filho, Davi Saad, de estar seguindo seus passos e já ter ganhado um campeonato mundial. “O bom é que meu filho está também neste caminho, eu o treinei por apenas seis meses e está se inteirando muito mais no esporte”, conta.

 Na natação feminina, a advogada Jamila Guimarães Santos conquistou os 50 e 100 metros. Ela falou que desde criança participa de eventos esportivos. “Eu nado desde os três anos, aos oito anos, comecei com o polo aquático, hoje eu participo de alguns campeonatos pelo Brasil. Na natação, participei de alguns campeonatos master, neles eu ganhei medalhas de prata, ouro e bronze. Pelo polo aquático, já fiquei em terceiro lugar brasileiro, primeiro lugar sub-21 pelo Botafogo do Rio”.

O segundo lugar de natação feminina ficou com procuradora-corregedora Heloisa Monzillo de Almeida. Ela conta que também começou a natação quando criança e que hoje acompanha as filhas na natação.

Na natação masculina, o servidor público Maurício Carvalho ganhou nas categorias 50 e 100 metros. Ele conta que começou a nadar quando criança por exigência do pai. “Eu morava em uma cidade de praia quando garoto e meu pai colocou como regra que a gente aprendesse a nadar antes de qualquer coisa. Depois me mudei para Curitiba e fui recordista paranaense de 79 a 84, depois brasileiro em 84 e universitário em 86, 87 e 88. Depois disso parei de nadar, mas recentemente voltei por recomendações médicas e estou muito feliz”, declara.

 O segundo lugar dos 50 metros ficou com Rafael e Felipe Silva com os 100 metros.

No Beach Tênis, a dupla que ganhou a melhor colocação foi Kleber Oliveira e Marcio Vieira. O segundo lugar ficou com Thiago Vidal e Bernardo.

Durante todo evento, os competidores tinham à disposição uma equipe de massoterapeutas. Além de lanches saudáveis. Os parceiros Sabin e as Óticas Carol e colégio Biângulo também estiveram presentes para apoiar os atletas.

O presidente da CAA-DF e da CONCAD Coordenação Nacional das Caixas de Assistência do Advogado, Ricardo Peres, prestigiou o evento e falou sobre a alegria de realizar mais uma Olimpíada da Advocacia. “Estou achando muito legal ver essa alegria dos nossos advogados e atletas. Isso é a Caixa de Assistência, a gente pensa sempre no bem-estar e na qualidade de vida. E é nesses momentos que a gente fala, com toda certeza, que tudo que fizemos até agora valeu a pena”, relata.

Ao final do evento, foi realizado sorteios com kits disponibilizados pelos parceiros do eventos, como a Óticas Carol que sorteou um óculos de sol.

Por causa da chuva, do segundo dia, os jogos de tênis foram adiados e ainda não foi definido os vendedores.